16/01
2015

Desvendando Valadares: voo livre

Você é daqueles que vive sonhando em voar? Aqui você pode realizar! Bem-vindo (a) à Governador Valadares, cidade mineira reconhecida por ser a capital mundial do voo livre, “título” que ganhou após ter sido palco de grandes campeonatos de paraglyder e asa delta.
 
Nosso cartão postal e principal atrativo turístico da cidade é considerado um dos melhores picos do Brasil para a prática do esporte. Com seus 1.123 metros de altura, a Ibituruna tem pouca influência de ventos, o que a torna ideal para decolagem.
 
Se você está com o check up em dia e tem certeza de que o coração está batendo bem, é hora de voar! Procure entrar em contato com um piloto experiente. Profissionais de confiança são capazes de quebrar o receio de muitos que ainda pensam que o esporte não é seguro (um mito!). Pablo Milholo, instrutor e dono da empresa GV Fly, garante que “é totalmente seguro, apesar do ‘tabu’ que as pessoas criam”.
 
“O voo duplo não exige nenhum treinamento. Já o sozinho, há mais responsabilidades e, por isso, é necessário treinar de 3 a 6 meses com aulas teóricas e práticas. Além de ensinarmos questões de segurança e a forma de manusear os equipamentos, estudamos a meteorologia também. No final do curso, os alunos ganham o título de piloto e um diploma como forma de autorização que vale para todo país e até fora”, afirma Pablo.
 
A paixão do atleta pelo esporte é tão grande, que já deixou de herança para o filho Eros Milholo. “Meu filho voa desde os quatro anos. Ele sempre esteve ao meu lado e desde pequeno vi que tinha interesse e muito mais que isso, gostava do que eu fazia. Hoje aos 13 anos mostra não tem medo de ir sozinho”, revela.
 

420444_3482357616339_1056395271_n

Fotos do voo do recorde 130km – Pablo e o amigo Fernando Piuí 26/02/12.


 

Sobre os campeonatos

 
O calor valadarense é um dos principais fatores que fazem da cidade palco de campeonatos nacionais e internacionais. As competições sempre acontecem no verão -entre os meses janeiro e março- porque a maioria dos lugares ideais para a prática do voo estão com o tempo nublado e muitas vezes chovendo nesta época. Mas para Pablo, o clima é só uma pontinha do que a cidade pode oferecer: “O povo é acolhedor e os valadarenses são bonitos. Os pilotos geralmente procuram mais do que voar, eles querem se divertir, ir à baladas e conhecer novas pessoas” , comenta.
 
Se divertir é o que queremos sempre e se o lugar contribui, melhor ainda. Com um, dois ou mais dias na cidade agora você já sabe que é possível sim desfrutar do que só Governador Valadares pode oferecer através do esporte. Se você está em Valadares, deixe o medo no hotel e vá experimentar essa sensação deliciosa que é voar!

 
04/12
2014

Desvendando Valadares: rapel e escalada

Ao falar sobre esportes radicais em Governador Valadares o que vem à sua cabeça? Se a resposta for “vôo livre”, até que você conhece nossa cidade, mas nem só de voar vivem os aventureiros daqui.
 
Valadares é uma cidade bastante rica para a prática de esportes de aventura na natureza. Mas não se arrisque sozinho. Aqui existem empresas que promovem este encontro entre você e a natureza, como a Friends Adventure. Há mais de 3 anos essa turma realiza eventos e leva grupos para praticar esportes radicais. “As atividades são bem planejadas e conta com a maior segurança para todos os envolvidos, inclusive para equipe”, explica o biólogo Philipe Zan, um dos sócios da Friends, ao lado dos educadores físicos Breno Coelho e Brunno Denadai (ambos registrados no CREF e CRBIO).
 
Para a prática do rapel, existem vários locais seguros pra sentir a adrenalina e, de quebra, apreciar uma bela paisagem. No pico da Ibituruna há dois pontos preferidos da Friends, o “Rapel da Santa”, que envolve um nível mais técnico e o “Rapel do Mirante”. Outra opção seria a cachoeira Véu da Noiva no distrito de Pontal, onde Zan afirma que “é possível praticar um rapel bem legal e gostoso em dias quentes”.
 
Para escalada, a cidade também oferece um grande potencial. O pico da Ibituruna, nosso cartão postal, é o destino mais procurado. Lá tem a Via do Ralf e a Via do Catão com aproximadamente 400m cada. Tem também o “Quintal do Seu Adonias”, um setor de vias esportivas e bolders – escalada de baixa altitude, ótimo para treinar; a comunidade do Brejaúba e, ainda, a Pedreira do bairro Belvedere, que possui várias vias de escalada e diversos níveis de dificuldade.
 

Quem pode praticar

 
Não exige pré-requisito, faixa etária, altura e muito menos peso. Qualquer pessoa é capaz de fazer. No entanto é recomendado um curso básico, principalmente para exercitar os esportes que, sem dúvidas, oferecem riscos, que são calculáveis e minimizados quando a pessoa sabe ou tem as noções de segurança para a prática. Os equipamentos para praticar rapel e escalada são quase os mesmos: cadeirinha, mosquetões, fitas, freios (tipo 8 ou ATC), costuras e as cordas, um tipo para cada modalidade -estática para rapel e dinâmica para escalada. Todos devem ser manuseados e guardados com o maior zelo possível pois, durante a prática, é a sua vida que está em jogo. “Costumo dizer que os equipamentos de segurança são mais importantes do que sua namorada”, brinca Philipe.
 
Curtiu? Para mais informações entre em contato com a Friends através do celular 033 9965.3190 (falar com Breno) ou pelo e-mail friendsadventure@hotmail.com.
 
Dê o play para sentir um pouquinho do que essa galera apronta:
 

 

Newsletter

Nosso Endereço

R. Israel Pinheiro, 2891 - Centro
Governador Valadares-MG
(33) 3202-9999
Ver no Google Maps